FolhaPE blog header

A tecnologia transformou indústrias grandes e pequenas em todo o mundo, mas poucas foram tão impactadas quanto a do jornalismo.

Embora algumas pessoas prefiram sentir o papel em suas mãos, os números não deixam dúvidas: consumidores modernos buscam suas notícias nas telas.

Isso é uma realidade que a Folha de Pernambuco do Brasil conhece bem.

Em uma tentativa de alcançar leitores onde eles vivem on-line, a FolhaPE atualizou sua estratégia de redes sociais.

A organização de notícias recorreu ao Sprout Social para fazer dar certo, e os resultados foram imediatos.

Crescendo com o Sprout

A marca da FolhaPE é feita de mais do que apenas um jornal impresso. Ela também engloba um site popular e uma estação de rádio, o que a torna um grande veículo de comunicação em Pernambuco, estado no nordeste do Brasil.

Pedro Lins de Souza, CRM e Coordenador de marketing digital, é parte da equipe que está se esforçando para garantir que a FolhaPE atenda às demandas de seus leitores e ouvintes em um mundo cada vez mais digital. Estima-se que o Brasil tenha mais de 133 milhões de usuários de internet até 2021. Ao mesmo tempo, dados mostram que 76% dos usuários de internet no Brasil também usam redes sociais. Além disso, em média, os brasileiros usam redes sociais mais do que a América Latina inteira.

Encontrar a ferramenta correta para gestão de redes sociais era essencial.

“Começamos um processo de licitação entre as diferentes ferramentas disponíveis”, disse Pedro. “Esse processo explorou 55 critérios em 10 categorias, como publicações, relatórios, experiência do usuário, suporte ao cliente, preços e muito mais. O Sprout Social foi o vencedor.”

Antes de usar o Sprout, a equipe de redes sociais da FolhaPE estava focada principalmente nas publicações. Táticas como monitoramento de redes sociais, interações com o público e análise de dados ficavam em segundo lugar ou em lugar nenhum.

“Com o Sprout, estamos desenvolvendo um plano que não vai apenas resultar em um tráfego maior em nosso site, mas que também vai colocar o foco no branding, no marketing de conteúdos e na geração de lead”, disse Pedro.

Fugindo do convencional

A nova estratégia de redes sociais da FolhaPE é expansiva, desde o número de redes que ela utiliza até como ela interage com os leitores.

A organização quer se manter ativa em todas as principais redes sociais, incluindo Facebook, Twitter, Instagram e LinkedIn. Felizmente, o Sprout Social possibilita que a FolhaPE controle todos os perfis de suas redes sociais a partir de um único painel, eliminando as tarefas demoradas de entrar e sair de diferentes plataformas.

Ao mesmo tempo, as ferramentas de engajamento do Sprout facilitam a interação com usuários de redes sociais. Por exemplo, o Inbox Inteligente possibilita que os usuários vejam todas as mensagens de todos os perfis conectados em um único local, abrindo oportunidades para responder a perguntas, resolver problemas, participar de conversas e muito mais.

“Interagir com fãs e seguidores não é muito comum na indústria jornalística do Brasil”, afirma Pedro. “Estamos dispostos a começar a romper essa barreira com o Sprout.”

O objetivo principal é direcionar o tráfego para o site da FolhaPE, e o Sprout oferece as ferramentas de que a organização precisa para chamar a atenção do público. Recursos como o ViralPost determinam automaticamente os horários exatos para publicar conteúdo com um máximo de impacto com base na análise do público.

“Em geral, na nossa indústria, as redes sociais geram cerca de 9% de tráfego no site”, afirma Pedro. “Agora estamos obtendo muito mais do que isso, e só tende a aumentar com o Sprout nos ajudando a pôr em prática nossa nova estratégia de redes sociais.”

 

Otimizando com facilidade

Implementar uma nova solução de software em um ambiente de trabalho geralmente causa apreensão nos funcionários e traz complicações iniciais. Não foi assim com o Sprout Social, de acordo com Pedro. O design simples e a interface intuitiva do Sprout facilitaram para que os novos usuários começassem a usá-lo imediatamente.

“Não só temos uma ferramenta para otimizar e centralizar nossos esforços, mas logo depois que implementamos o Sprout, nossa equipe já estava usando funções e recursos que nunca havíamos explorado antes”, disse Pedro.

As opções de relatório do Sprout também apresentam à FolhaPE um contexto essencial que pode ser usado como base para estratégias.

“Os relatórios do Sprout estão desempenhando um papel fundamental durante nossas reuniões, pois eles nos oferecem uma maneira otimizada de analisar resultados e nos orientam para ações futuras nas redes sociais”, disse Pedro.

E parece que a equipe recém começou a explorar as opções de automação do Sprout para economizar tempo e melhorar o atendimento ao cliente.

“Estamos muito ansiosos para usar os chatbots do Sprout para ajudar com dúvidas após lançarmos nosso primeiro aplicativo”, afirmou Pedro. “Também planejamos automatizar posts do Twitter por meio do Feed RSS”.

Com o futuro em mente

Para a FolhaPE, o valor das redes sociais é evidente.

“Essa é a maneira mais fácil de se apresentar para um público, ter uma ideia do que está acontecendo além das nossas portas, interagir com nossos leitores e monitorar o que outras organizações da nossa indústria estão fazendo”, disse Pedro. ”Em termos de interação com leitores nas redes sociais — e especialmente neste momento em nosso país, que está passando por mudanças significativas —, acredito que nosso maior desafio é conseguir ser visto como imparcial ao interagir com usuários sobre notícias específicas”.

Comparando as duas primeiras semanas antes e após o Sprout, os números dispensam explicações. Em suas contas principais no Facebook, Twitter e Instagram, a FolhaPE obteve:

  • um aumento de 10,6% de impressões por post.
  • um aumento de 15,6% em número de cliques por post.

A organização jornalística também teve aumentos nas interações por post no Facebook e no Twitter de 8,39% e 3,11%, respectivamente. Esses números são ainda mais impressionantes se considerarmos que a FolhaPE estava usando o Sprout por apenas um mês.

A tecnologia pode ter revolucionado como a sociedade moderna acessa informações, mas ela não mudou os fundamentos das publicações bem-sucedidas: produzir conteúdo que as pessoas querem consumir, fazer marketing onde elas passam seu tempo e fazer tudo que estiver ao seu alcance para ajudar o seu produto a se destacar da concorrência.

Com o Sprout Social, a FolhaPE consegue fazer isso e muito mais. Diferentemente de muitas organizações na indústria de mídia antiga, ela não está tentando ficar no passado — ela tem o futuro em mente.

Download Case Study