Como criar e acompanhar ótimas campanhas de redes sociais [com exemplos]

Criar ótimas campanhas de redes sociais pode parecer assustador.

Vemos empresas de nível corporativo com bolsos recheados chegando às primeiras páginas de nossas redes sociais favoritas. Mas como um profissional de marketing social sem esses recursos (ou sejamos honestos, tempo) pode competir?

Parte da beleza das redes sociais é que você não precisa de uma agência de anúncios de primeira linha para executar uma ótima campanha de rede social. Você não precisa de uma sala do Tio Patinhas cheia de moedas de ouro para competir.

O que você precisa é de um plano. E é aí que este guia entra.

Abordaremos o que você precisa fazer para criar uma campanha social que possa ser competitiva e como você pode acompanhar o impacto dessa campanha para parecer um herói internamente, e terminaremos com algumas dicas rápidas para alavancar sua estratégia.

Table of Contents

Brainstorming de temas de campanhas sociais

A chave para um processo criativo eficaz é ter a mentalidade de que a inspiração pode vir de qualquer lugar e de tantos lugares quanto possível.

Nesta seção, reunimos uma lista de recursos para iniciar suas sessões de brainstorming enquanto você planeja suas estratégias de redes sociais.

Newsletters

Como profissionais de marketing social, a pesquisa é uma de nossas habilidades mais valiosas e nos ajuda a garantir que nossas próprias estratégias estejam a par das tendências do setor.

Em vez de navegar sem rumo pelo conteúdo, vasculhar milhares de perfis sociais ou executar inúmeras pesquisas no Google, uma maneira fácil de otimizar a pesquisa é se inscrever no maior número possível de newsletters.

As newsletters fornecem informações sobre o estado do setor, mudanças na tecnologia, atualizações nas redes sociais e explicam tendências e melhores práticas emergentes. Aqui estão algumas newsletters que os profissionais de marketing de redes sociais devem adicionar à sua lista de recursos para aumentar sua criatividade enquanto você faz um brainstorm:

  • O examinador de redes sociais ajuda você a descobrir a melhor maneira de usar a mídia social para se conectar com os clientes, direcionar tráfego, gerar conscientização e aumentar as vendas. Sua newsletter compartilha artigos, entrevistas com especialistas e análises das últimas pesquisas do setor. A Social Fresh tem um forte foco no futuro do marketing social, incluindo tendências do futuro e inspiração para novas campanhas sociais.
  • A Social Fresh fornece informações sobre conferências, artigos, podcasts, pesquisas e cursos para ajudar os profissionais de marketing social a encontrar inspiração e produzir conteúdo criativo.
  • O MarketingProfs se concentra em educar os profissionais de marketing de mídia social, fornecendo ferramentas modernas de marketing, treinamento, estratégias, artigos, seminários on-line e fóruns de discussão. Seu conteúdo baseado em solução ajuda os profissionais de marketing a identificar lacunas em suas estratégias de marketing e fornece os recursos necessários para superar as áreas problemáticas.
  • A SocialMedia.org se posiciona como uma organização com assinatura voltada apenas para marcas e direcionada às pessoas que administram as redes sociais em empresas realmente grandes. Ela compartilha as melhores práticas e fornece conselhos e soluções acionáveis para os desafios comuns que envolvem ser um profissional de redes sociais.
  • A Social Media Today é uma comunidade on-line e um recurso para profissionais de marketing, negócios sociais, comunicação, experiência do cliente, marketing de conteúdo e estratégia digital.

Soluções de Listening Social

Listening social deve ser uma prioridade para qualquer profissional de marketing. É inestimável quando você está tentando criar conteúdo específico para o interesse do público. As soluções de listening social permitem que os profissionais de marketing descubram tópicos de interesse e hashtags de tendências e tenham uma ideia sobre o sentimento da marca.

Sprout Social: imagem do produto Resumo do sentimento de desempenho do listening

O listening social é uma das maneiras mais eficazes de as pequenas organizações acessarem os mesmos dados que os grandes players.

Com diligência, você pode ouvir tendências emergentes que valham a pena criar campanhas antes de qualquer outra pessoa.

Durante o processo de brainstorming, ouvir seu público-alvo pode ajudá-lo a identificar suas necessidades, o que permite criar campanhas sociais que atendam a essas necessidades, identificar o tipo de conteúdo que eles desejam para interagir com a sua marca.

Webinars

Os webinars podem ter um enorme impacto em nossas estratégias de marketing social, permitindo-nos gerar novos leads e clientes em potencial, nutrir relacionamentos existentes e demonstrar conhecimento em nossos setores.

Durante os webinars, muitas empresas tuitarão ao vivo junto com seus usuários para engajá-los, responder a perguntas e manter a conversa on-line. Os webinars também podem ser uma maneira de aprender, o que pode gerar ideias de conteúdo durante nossas sessões de brainstorming, pois geralmente são focadas em educação.

Os webinars podem fornecer etapas acionáveis a serem tomadas em direção a um marketing social mais eficaz. O Social Media Today oferece uma ampla variedade de webinars específicos para profissionais de marketing social. Você pode se registrar nos próximos webinars ou assistir na biblioteca de webinars sob demanda.

Forums

Os fóruns fornecem uma maneira eficaz de os profissionais de marketing identificarem os tópicos que estimulam mais conversas on-line.

O Quora é um ótimo recurso para descobrir tópicos de interesse, fazer perguntas e participar de conversas relevantes para sua marca. Como ferramenta de brainstorming, os fóruns podem ajudar os profissionais de marketing social a elaborar planos de conteúdo social que abordem questões que as pessoas já estão fazendo.

Equipes de vendas

Vendas é a principal equipe que os profissionais de marketing social desejam influenciar mais. Então por que não podemos olhar para ela em busca de ideias também?

Nossas equipes de vendas são nossos primeiros pontos de contato com os consumidores e podem fornecer informações sobre as necessidades, desafios e sucessos de nossos clientes. Esse insight pode nos ajudar a gerar conteúdo que atenda a essas necessidades ou destaque sucessos.

Desenvolvimento do profissional de criação e do conteúdo

Agora que você explorou seus recursos de brainstorming e descobriu tópicos de interesse que repercutirão em seu público, comece a criar suas campanhas sociais criativas.

Nesta fase, você implementará estrategicamente suas campanhas mais criativas. Esta seção oferece cinco dicas para garantir que sua próxima campanha social seja impulsionada pela criatividade.

Utilize influenciadores

As redes sociais apresentam uma tremenda oportunidade para qualquer pessoa compartilhar suas experiências, conhecimentos e insights com o mundo. Um grande número de usuários sociais conseguiu desenvolver um número grande de seguidores engajados e ansiosos para digerir e compartilhar conteúdo.

Os profissionais de marketing vêm utilizando essas superestrelas das redes sociais para aumentar o reconhecimento da marca, promover produtos e serviços e usar o conceito boca a boca digital para criar confiança na marca e aumentar as vendas.

Os influenciadores também podem ser um ótimo recurso quando você se deparar com esses obstáculos criativos.

Um dos grandes benefícios de ter influenciadores em sua estratégia social é que eles já são criadores de conteúdo mestre. Eles conseguiram criar seus seguidores com base no conteúdo engajador que compartilham nas redes sociais. Os vídeos, fotos, tuítes e posts deles recebem altos níveis de engajamento.

Os influenciadores produzirão conteúdo exclusivo para sua marca, com uma nova perspectiva — um enorme benefício para sua marca, se você sentir falta de conteúdo criativo.

O público-alvo social já buscam os conselhos deles, e os influenciadores impactam bastante nos comportamentos de compra. De fato, 50% dos consumidores realizaram uma compra com base em uma recomendação geral feita nas redes sociais, de acordo com o TWP Inc. O conteúdo gerado por influenciadores pode trazer a criatividade de volta à sua estratégia social e exigirá esforço mínimo da sua parte.

A Wayfair, uma varejista de móveis, utiliza conteúdo gerado pelo usuário em sua estratégia social. Ela compartilha imagens de usuário com links para compra de produtos nos posts publicados, facilitando a visualização dos produtos em sua própria casa para inspiração do design, combinado com o efeito de depoimento de usuários reais compartilhando compras realizadas. A Wayfair simplesmente teve que republicar o conteúdo — esforço mínimo para um enorme impacto social.

Dimensione a competição

Se você estiver sem ideias para manter suas estratégias sociais criativamente atualizadas, recorrer aos concorrentes é uma maneira prática de desenvolver conteúdo criativo.

Cuidado para não imitar o conteúdo de seus concorrentes, mas use suas estratégias sociais para se inspirar. Sua marca e seus concorrentes têm personas ideais semelhantes para os clientes. Portanto, concentre-se no tipo de conteúdo mais engajador, tanto em seus próprios esforços sociais quanto nos da concorrência.

Adapte-se à jornada do comprador

Nem todo conteúdo produzido tem um bom desempenho para todos os membros do seu público-alvo em todas as etapas do funil de vendas. Se você sentir falta de inspiração para produzir conteúdo social criativo, mude seu foco para criar conteúdo específico para a etapa em que seus clientes estão na jornada de compra.


Conscientização

No estágio de conscientização, sua meta é aumentar o número de pessoas que conhecem sua marca, serviços e ofertas. O conteúdo que você produz nesse estágio precisa ser atraente, mas não precisa necessariamente falar diretamente com o que sua marca tem a oferecer. O foco aqui é chamar a atenção do seu público. Existem algumas maneiras de fazer isso:

Usar imagens

Os posts que incluem imagens produzem um engajamento 650% maior do que os posts apenas com texto, de acordo com o WebDAM. Usar o visual certo em seus posts de rede social é essencial para chamar a atenção de um público que se move rapidamente pelo conteúdo social. Os visuais são memoráveis e eficazes. Seu público-alvo pode processar, entender e reter mais informações mais rapidamente.

A Oreo faz um ótimo trabalho social, combinando seu produto com recursos visuais que provocam reações emocionais. Seu post promovendo os novos S'mores Oreos coloca o produto ao lado de uma garrafa térmica e um telescópio, o que cria uma sensação de admiração com referência à exploração do deserto e do desconhecido.

Compartilhar conteúdo gerado pelo usuário

Economize tempo e energia compartilhando o conteúdo que seus seguidores criam. Inicie o engajamento compartilhando proativamente conteúdo que possa promover sua marca positivamente, além de aumentar o ego do seu público. E, convenhamos, todos nós precisamos de pequeno impulso de ego de vez em quando. Seu público ficará encantado com o fato de sua marca compartilhar conteúdo dele e ficará animado em compartilhar as notícias com seus seguidores. É uma situação de ganho mútuo.

O Starbucks publica com frequência conteúdo gerado pelo usuário em seus perfis sociais e normalmente vê muita interação de seus seguidores. Eles pediram para que seus seguidores no Instagram compartilhassem seus momentos aconchegantes com a edição limitada do copo vermelho do Starbucks. Esse post único com um copo vermelho e cobertores confortáveis recebeu quase 300.000 curtidas e coletou mais de 400 comentários.

Interaja com seus seguidores

A beleza das redes sociais é que elas permitem um diálogo bidirecional entre sua marca e seus seguidores.

Faça perguntas ao seu público, faça uma enquete ou comente os posts deles e participe de conversas que eles já estão tendo nas redes sociais. Quanto mais ativo você estiver nas redes sociais, maiores serão suas chances de aumentar o reconhecimento da sua marca. A interação consistente com seus seguidores será uma adição proveitosa à sua estratégia social geral.

As mídias sociais entraram em pânico quando os usuários não conseguiram descobrir se um vestido era preto e azul ou dourado e branco. A Specsavers aproveitou essa conversa do momento na rede social para promover seus negócios e fazer com que as pessoas colocassem em dia seus exames oftalmológicos. Esse tuíte em particular foi retuitado mais de 12.000 vezes e recebeu mais de 8.000 curtidas.

Consideração

Na fase de consideração, você começa a oferecer conteúdo um pouco mais específico para sua marca e suas ofertas. Você quer instigar seu público a querer saber mais sobre seus negócios. Aqui é onde você fornece pequenas informações sobre sua marca.

Conecte o Social ao seu site

É essencial que você use as mídias sociais para direcionar o tráfego de volta ao seu site ou blog durante a fase de consideração. Seu site é um hub para todas as informações relacionadas à sua marca e suas ofertas. O site e o blog da sua marca podem até fornecer e-books e informes técnicos para darem mais informações.

A IKEA conseguiu usar o conteúdo gerado pelo usuário para levar as pessoas de volta ao site. Eles destacam os designs elegantes de seus seguidores e incluem um link abreviado para a página Share Space no site, onde clientes felizes compartilham suas inspirações de design e exibem móveis em suas próprias casas.

Compartilhe depoimentos de clientes

Os seguidores fiéis costumam compartilhar críticas positivas da sua marca nas redes sociais. Utilize os depoimentos de clientes para contar uma história em seus próprios perfis sociais. Durante a fase de consideração, seus clientes estão buscando informações de outros clientes que acabarão influenciando suas decisões de compra. 92% das pessoas confiam nas recomendações de outras pessoas — mesmo que não as conheçam — sobre as marcas, de acordo com a TWP Inc.

O Myers + Chang, restaurante em Boston, Massachusetts, retuitou o post de um cliente satisfeito. Compartilhar depoimentos aumenta a confiança da marca e permite que os usuários digam aos outros o quão incrível é a sua empresa, poupando seu trabalho de precisar contar a eles.

Use mídias sociais para atendimento ao cliente

Seus seguidores nas redes sociais podem, muitas vezes, querer interagir com você on-line. Eles podem estar apenas fazendo um agradecimento à sua marca nas redes sociais, mas também podem ter preocupações ou sugestões para sua marca. Não tenha medo de interagir com seus seguidores, respondendo às perguntas deles ou agradecendo as menções. Um estudo da Nielsen constatou que 33% dos clientes preferem entrar em contato com marcas usando mídias sociais em vez do telefone.

A PinkBlush, uma varejista de roupas de maternidade on-line, responde às perguntas que seus seguidores têm no Facebook. Neste post em particular, uma cliente pergunta o prazo de entrega para Nova Jersey. A PinkBlush respondeu diretamente a essa cliente e enviou um link para o site para que ela pudesse obter mais informações e concluir sua compra.

Intenção

Durante a fase de intenção, seu cliente está à beira de tomar uma decisão de compra. Segundo a Forbes, 78% dos entrevistados disseram que os posts de redes sociais das empresas afetam suas compras.

Esta é a sua oportunidade de acessá-los com conteúdo relevante nas mídias sociais para influenciar a decisão deles em favor da sua marca. Forneça uma demonstração ou oferta especial. Em uma pesquisa realizada pela PDI da Knowledge Networks, 58% dos quase 1.800 participantes disseram que comprariam um produto depois de experimentá-lo.

A demonstração do seu produto nas mídias sociais ou a oferta exclusiva de seus usuários terão um enorme impacto nas taxas de conversão. Seu objetivo aqui é incentivar os seus seguidores a fazer uma compra real.

Em seu perfil, o Dollar Shave Club fornece um link no qual seus seguidores são redirecionados para o site para se inscrever e receber aparelhos de barbear enviados diretamente para a sua casa. Encha seu perfil, até a seção de biografia, com maneiras de seus clientes fazerem compras fáceis.

Conversão

Na fase de conversão do funil, você orientou com sucesso seu cliente a fazer uma compra. Nesse estágio, você pode mudar sua estratégia social para criar defensores ou influenciadores da marca. O tipo de conteúdo criado deve ser um conteúdo compartilhável que seus seguidores possam fornecer a seus próprios seguidores, para levar mais leads para o topo do seu funil.

Permita que seus usuários compartilhem suas compras no Social

Depois de fazer uma compra on-line, forneça uma opção para que seus usuários compartilhem suas compras com os itens a seguir. Isso aumentará o conhecimento da marca e influenciará os clientes em potencial, além de exigir um esforço mínimo. Dê a seus clientes a oportunidade de se gabar de sua marca.

Criar um concurso de conteúdo gerado pelo usuário

Aqui, vamos falar novamente sobre o conteúdo gerado pelo usuário, e isso ocorre porque o conteúdo gerado pelo usuário é muito importante para uma estratégia de mídia social bem-sucedida.

Durante a fase de conversão, você tem a grande oportunidade de transformar todos os seus seguidores em defensores da marca, fazendo com que eles criem conteúdo para sua marca. A National Geographic, por exemplo, pediu aos usuários que enviassem fotos para uma chance de ganhar uma viagem às Ilhas Galápagos. A National Geographic até hospedou todos os envios em seu site, com opções de compartilhamento na parte inferior de cada envio, facilitando o compartilhamento nas redes sociais dos seus visitantes.

Publique o que os usuários desejam

Ainda sem saber qual tipo de conteúdo criar para sua campanha de rede social? Aqui está uma pequena dica sobre os posts sociais que incentivam gostos e compartilhamentos de consumidores.

Análise do impacto do seu trabalho

A esta altura do planejamento da estratégia social, você já pensou em maneiras inovadoras de aumentar o reconhecimento da marca e o engajamento nas redes sociais e implementou um plano que visa os usuários em cada estágio do funil de vendas, com conteúdo específico baseado na jornada do comprador.

Agora é hora de analisar suas campanhas para orientar o processo criativo que entra no seu próximo ciclo de planejamento de estratégia social.

Escolha suas métricas

Métricas importam. A escolha das métricas apropriadas para rastrear e analisar é vital para avaliar adequadamente o sucesso de suas campanhas de mídia social. Com a enorme quantidade de dados sociais disponíveis, escolha métricas alinhadas aos seus objetivos.

Métricas de engajamento

No que diz respeito ao seu conteúdo, as métricas de interação fornecem o melhor tipo de dados para determinar a probabilidade e a eficácia gerais das partes do seu conteúdo.

A interação controla o número de pessoas únicas que clicaram, curtiram, comentaram ou compartilharam seus posts. As métricas de interação fornecem informações sobre como seu conteúdo está circulando pela esfera social. Seu conteúdo mais popular será mais curtido, compartilhado e comentado com mais frequência. Existem três métricas de interação que são universais entre as principais redes sociais:

  • Cliques: os usuários apenas clicam no conteúdo que lhes interessa. Se você tiver altas taxas de cliques, seu conteúdo é intrigante o suficiente para que os usuários desejem ver mais, o que significa que o título do assunto e a imagem que o acompanham são eficazes.
  • Curtidas: os usuários entendem que um bom conteúdo geralmente é mais curtido por suas redes. Se o seu conteúdo estiver em sintonia com o público e estiver recebendo um grande número de curtidas, ele naturalmente ganhará popularidade (e possivelmente coletará mais cliques).
  • Compartilhamentos: cliques e curtidas são bons indicadores de que o conteúdo é, pelo menos, atraente para o público. No entanto, quando os usuários gostam do seu conteúdo o suficiente para compartilhar, isso significa que é relevante para eles e para o público deles.

Na fase de análise, existem duas etapas de ação que você pode executar para avaliar a eficácia de seus esforços de marketing social:

Use as soluções de análise para avaliar o impacto de uma campanha social

A rede social está causando um enorme impacto nas estratégias gerais de marketing. Consulte as soluções de listening social e rastreamento de compartilhamento de conteúdo para avaliar a eficácia de suas estratégias sociais.

As soluções de análise podem guiá-lo por caminhos específicos para descobrir áreas desafiadoras ou lacunas em sua estratégia social e ajudar a identificar áreas onde seus esforços de marketing social são mais recompensados. Você também recebe informações sobre o engajamento, o alcance e as impressões do público.

As soluções de listening social facilitam o rastreamento de campanhas. Ao configurar consultas para usar o listening em todos os posts sociais que indicam sua campanha, você não apenas vê o alcance e a interação, mas também o sentimento geral.

Sprout Social: imagem do produto Resumo do Topic de desempenho do listening

Usar marcação de mensagem

Outra maneira simples, porém poderosa, de acompanhar o sucesso da campanha é usar a marcação nas redes sociais. Isso é algo que precisará de uma plataforma de gerenciamento de redes sociais para ser usado, mas esta ferramenta por si só já vale a pena.

Crie uma etiqueta de campanha exclusiva para cada uma das suas campanhas e sempre que publicar uma mensagem usando essa etiqueta. Além disso, marque todas as mensagens de entrada com a mesma etiqueta para garantir que nada passe despercebido.

Sprout Social: imagem do produto Publicação da Inbox Inteligente com etiqueta de composição do Instagram

Você pode começar imediatamente a analisar seu relatório de etiquetas de mídia social para ver o desempenho da sua campanha em todos os perfis e redes sociais.

Sprout Social: imagem do produto do relatório de analíticas multicanais de etiquetas

Com isso, você pode ver dados como:

  • Número de mensagens enviadas
  • Número de mensagens recebidas
  • Impressões
  • Engajamentos
  • Cliques
  • Tendências de crescimento

Campanhas de redes sociais por rede

As campanhas de mídia social mais bem-sucedidas abrangem várias redes simultaneamente. Algumas até incorporam outros canais de mídia, como TV ou rádio.

Mas se você estiver procurando uma rede social específica para a qual criar campanhas, também temos conteúdo para isso.

Exemplos de campanhas de redes sociais bem-sucedidas

Todo mundo adora uma história de sucesso social. Porém, ainda mais pessoas gostam de uma falha nas redes sociais (mas não vamos falar sobre isso).

O Sprout criou recentemente uma série inteira de conteúdo chamado "Social Spotlight", que detalha campanhas de mídia social bem-sucedidas. Nossa série Social Spotlight destaca grandes marcas nas redes sociais e quais estratégias elas estão implementando para alcançar o sucesso.

Lançamos um novo Sprout Spotlight a cada duas semanas, mas aqui estão as marcas que cobrimos até agora e um pouco sobre por que a campanha social delas foi tão bem-sucedida.

Social Spotlight: #OptOutside da REI e como uma campanha se torna um movimento

Muitas marcas concentram seus esforços de marketing na construção de uma estratégia social consistente e sempre ativa, com o objetivo de manter a atenção dos consumidores o ano todo. Mas a REI provou que há algo a ser dito ao se concentrar em um momento específico no tempo e apropriar-se dele como nenhuma outra marca fez. E em uma época em que 70% dos consumidores indicam que é importante que as marcas adotem uma posição sociopolítica, nunca foi tão importante encontrar um bom ângulo social para apoiar sua campanha.

Mas, depois que você tiver dado o salto inicial — o mais bem-sucedido são construídos em torno de uma ideia que reformula todo um conjunto de normas culturais — como você mantém o ritmo ano após ano para garantir que sua campanha anual continue a gerar capital para a sua marca? A marca em destaque desta semana, a varejista de itens para recreação ao livre, REI, é um estudo de crescimento sustentado para uma ideia radical.

Social Spotlight: como a ASPCA usa o social para inspirar ações

Todos sabemos que as redes sociais são uma plataforma poderosa para ótimas histórias, mas o verdadeiro segredo é quando essa ótima narrativa é combinada com as ofertas sociais de conexão imediata. Isso é especialmente verdadeiro para organizações sem fins lucrativos, como a Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade a Animais, ou ASPCA, que usa as redes sociais para impulsionar a conscientização de suas causas, a exposição de animais necessitados e o apoio fiscal para operar seus programas.

Como conta com doações do público para financiar grande parte de seu trabalho, a ASPCA faz um grande esforço para se conectar com os amantes dos animais por meio das histórias dos animais que ajuda (e dos humanos que os amam). As redes sociais permitem que a organização vincule essas histórias diretamente a ações de apoio: doações, adoções, lobby e conscientização.

Social Spotlight: Everlane e o impacto do impacto zero

Transparência e autenticidade são duas das crenças de marca mais procuradas para consumidores que, mais do que nunca, querem colocar seu dinheiro onde seus valores estão. Mas os registros das redes sociais estão repletos de marcas que tentaram o marketing direcionado a objetivos, sem perceber que os consumidores precisam de mais do que o comprometimento com relações públicas no nível superficial. Sem um negócio orientado a propósitos por trás das acrobacias, a mensagem fica vazia.

Porém, quando uma marca cria um propósito na própria fibra de seus negócios, o marketing é a parte mais fácil. Tomemos a marca de moda Everlane, que usa as redes sociais não para conteúdo chamativo, destinado apenas a vender, mas para narrativas profundas e autênticas sobre os negócios orientados a propósitos que ela construiu.

Social Spotlight: #FreshXIngridNilsen

O marketing de influenciadores está presente em todo o ambiente atual orientado por recomendações, mas acertar pode ser complicado. Encontrar um influenciador com o qual seu público-alvo se identifique, encontre aspirações e valorize — tudo pelo preço certo e com benefícios mútuos — é um processo desafiador e sem garantias. A Fresh Beauty é uma marca que acertou quando se associou à vlogger de beleza Ingrid Nilsen, e a conexão autêntica e relevante criada entre a marca e seu público-alvo constitui uma história de sucesso de influenciador social.

Social Spotlight: como a GoPro promove a fidelidade à marca com o conteúdo gerado pelo usuário

Poucas marcas adotaram o conteúdo gerado pelo usuário com tanto sucesso quanto a GoPro, e por boas razões; quando o seu produto possibilita ótimas imagens e vídeos para seus consumidores, é melhor mostrar do que dizer. E, no Instagram, a marca encontrou o canal perfeito para criar o tipo de comunidade fiel que a mantém em mente para consumidores aventureiros em todo o mundo.

Social Spotlight: uma lição de narrativa social do The New York Times

O New York Times é considerado por muitos como a maior publicação de interesse geral do mundo, mas até recentemente ficou para trás dos seus concorrentes digitais quando o assunto é inovar e assumir riscos em suas histórias. Hoje não é assim, pois esse jornal se tornou parte da redefinição do papel das redes sociais no jornalismo atraente e acessível.

Social Spotlight: Air Jordan ou A/R Jordan

Muitos atletas têm um sapato de mesmo nome, mas são feitos como esse slam que desafia a gravidade que garantem que a linha de sapatos de uma pessoa se torne uma marca de destaque mundial. Porém, mesmo a Air Jordans deve trabalhar para se manter relevante, especialmente quando a nova geração de usuários de tênis nunca testemunhou o jogador com o mesmo nome da marca arrasar nas quadras.

Entre no Snapchat e sua tecnologia A/R universalmente acessível, que transforma o telefone de qualquer usuário em um visualizador de realidade aumentada. Ao criar "a primeira experiência de comércio social do mundo em realidade aumentada" — uma lente do Snap que sobrepôs a enterrada icônica de Jordan em uma "quadra" com perímetro virtual fora do Staples Center durante o NBA All-Star Weekend de 2018 — novos fãs puderam experimentar aquele assombroso momento por si mesmos. E também comprar os novíssimos Air Jordan Tinker IIIs, que o Mike virtual usava na experiência de A/R, diretamente do Snapchat por meio de uma parceria com o Shopify.

Social Spotlight: How Netflix uses social to create a brand experience

Talvez a maior vitória de todas para a Netflix nas redes sociais seja a capacidade de capitalizar as propostas de valor exclusivas da marca. Você não consegue assistir a Stranger Things em qualquer outro lugar que não seja o serviço da Netflix e você definitivamente não assistirá ao Stranger Things conteúdo dos bastidores em qualquer lugar que não seja o identificador social da Netflix. 

Social Spotlight: Marshalls’ #MarshallsSurprise

Uma das barganhas que os compradores fazem com um varejista como a Marshalls é que, em troca de preços mais baixos em produtos de marca, não há garantias de que uma determinada loja tenha exatamente o que você está procurando. Embora isso possa ser enlouquecedor na era de tudo sob demanda, a Marshalls transformou o estoque peculiar e imprevisível de suas lojas em uma aventura de caça ao tesouro por meio de uma campanha social chamada #MarshallsSurprise.

A premissa é bem simples: por meio de seus próprios canais sociais (principalmente Instagram e Pinterest), a Marshalls incentiva os compradores a compartilharem fotos de suas melhores "descobertas" — desde de promoções absurdamente baratas em roupas de marca até o tapete usado para unir os cômodos — usando a hashtag #MarshallsSurprise. Eles selecionaram alguns influenciadores do estilo de vida para participar da campanha, estendendo o alcance e lembrando aos consumidores que qualquer pessoa pode encontrar uma grande surpresa na Marshalls.

25 dicas para ter ideias de campanha

1. Listening nas mídias sociais

Ouvir seus amigos é algo que vem naturalmente. Você quer ouvir o que eles têm a dizer, e é fácil: eles estão sentados do outro lado da mesa em um brunch, ou vocês estão trocando mensagens de texto.

Como você está envolvido nesse intercâmbio ininterrupto de informações e escuta atentamente, sabe tanto sobre muitos de seus amigos quanto sobre si mesmo.

O mesmo não se aplica ao seu relacionamento com seu público social.

Com nosso público social, tendemos a divulgar informações (conteúdo próprio) e medir o efeito desse conteúdo. Às vezes, esquecemos de começar a ouvir nossos públicos e a criar conteúdo em torno do que eles realmente se importam.

Acabamos divulgando conteúdo que não está adequado. É como se sua amiga estivesse lhe falando sobre um filhote de cachorro Golden Retriever que ela deseja adotar e pedindo seu conselho, e você estivesse respondendo com uma lista de suas qualidades favoritas de Labradores. O que está relacionado tangencialmente, mas não totalmente certo. Nós, profissionais de marketing, caímos muito nessa armadilha.

Veja como você pode começar a mudar seu pensamento.

Crie sua empatia

A criação da empatia acontece quando você presta atenção e ouve profundamente. Isso costuma ocorrer naturalmente nas amizades: se seu amigo está sofrendo, você está sofrendo. Você não percorreria seu feed do Instagram enquanto seu amigo compartilhasse as dolorosas notícias de seu divórcio, não é?

O mesmo conceito pode ser aplicado ao relacionamento com seus clientes e/ou público social. Não se preocupe tanto com o conteúdo de sua propriedade (o que sua marca tem a dizer) que perde o que seu público está dizendo e sentindo em redes sociais, fóruns e blogs.

Ao criar uma base sólida de empatia pelos desejos e necessidades do seu público-alvo — e como esses desejos e necessidades evoluem ao longo da jornada do cliente — você também está criando melhores conteúdos, respostas e, finalmente, sentimentos em relação à sua marca.

Conheça a história

Uma das razões pelas quais você é capaz de entender tão facilmente seus amigos mais próximos é porque vocês compartilham um histórico. Você já ouviu a história do Johnny lascando um dente na casca de parmesão na faculdade um milhão de vezes. Você estava lá quando a Linda festejou com o Snoop Dogg em sua viagem de despedida de solteira.

O mesmo nível de conhecimento histórico é importante quando se trata dos seus clientes. É por isso que uma ferramenta de mídia social com um CRM é fundamental.

Sprout Social: imagem do produto Visualização do contato de interação com nota de inclusão do histórico de conversas do Twitter

Quando sua marca experimentou os maiores picos de alcance, interação e volume? Quais táticas e canais funcionaram historicamente para você (ou sua concorrência) e quais não funcionaram?

Esse é outro erro comum para os profissionais de marketing: nós nos comprometemos com uma campanha e a consideramos um sucesso ou um fracasso; depois avançamos rápido demais para aprender e documentar lições valiosas que podem nos ajudar a fazer melhor no futuro.

Não caia nessa armadilha! Continue adicionando regularmente às suas listas (separadas) de conhecimento e autoconhecimento do cliente, à medida que o tempo passa e os dados continuam chegando.

Compartilhe uma linguagem comum

Você e seu melhor amigo têm uma variedade interminável de piadas internas e talvez até palavras e frases inventadas que somente vocês dois entendam. É meio chato, para falar a verdade. Mas experiência compartilhada = linguagem compartilhada.

A mesma equação é verdadeira para ouvir seus clientes nas redes sociais. Se você entender as gírias e as soluções que seu público lança uns para os outros sem boiar na conversa, você poderá aprender a linguagem deles e usá-la para melhor alcançá-los.

Sprout Social: imagem do produto Nuvem de palavras da conversa de Listening

Priorização

Conforme cresce, você para de reservar um tempo para amigos que não dão o mesmo nível de atenção que você dá para eles. Isso também pode ser aplicado ao seu programa de redes sociais. Entenda como seu público prioriza você e, consequentemente, será possível ajustar o comportamento da sua marca.

Isso não significa que você deixará de segmentar clientes existentes ou em potencial que gostam de outra marca em vez da sua. Porém, isso significa que você pode perseguir mais agressivamente um segmento de clientes e se afastar de outro, ou pode gastar mais tempo fazendo campanhas competitivas contra uma marca em particular nas redes sociais. A única maneira de priorizar corretamente é entender onde você se encontra em relação aos concorrentes aos olhos do seu público-alvo.

Vá fundo

As melhores conversas com seus amigos acontecem depois de uma ou duas taças de vinho, quando você se aprofunda em seus medos, esperanças e vulnerabilidades. Não perca as informações mais importantes e detalhadas sobre seus clientes fazendo apenas análises superficiais.

Sprout Social: imagem do produto Hashtags com palavras-chave relacionadas à conversa de Listening

Pelo menos uma vez por dia, dedique algum tempo para analisar os comentários que geram mais burburinho sobre sua marca e/ou setor nas redes sociais. Isso fornecerá o nível de profundidade necessário para avançar e fazer melhores escolhas.

2. Consulta a um especialista

Leve um profissional de marketing que você conhece e admire para almoçar ou se aproxime dele nas redes sociais e solicite uma conversa rápida. Esteja preparado com uma lista de perguntas, o mais específicas possível. Recomendamos escolher uma campanha específica pela qual você foi derrotado e se aprofundar na situação para descobrir o que você pode aprender para sua própria marca.

Temos alguns especialistas em redes sociais em nossa equipe que estão sempre dispostos a falar sobre como o conjunto completo de ferramentas de redes sociais do Sprout Social pode ajudá-lo a aproveitar os dados para obter novas ideias de campanha.

3. Conversa com clientes

Ela pode assumir a forma de uma ligação telefônica ou uma pesquisa, dependendo da sua empresa. Não importa como você consome esse feedback, saiba que isso é uma das coisas mais importantes que você pode fazer para entender como as pessoas que lhe dão dinheiro realmente pensam e se sentem — não apenas sobre seu produto, mas sobre seu setor em geral.

Se você não estiver em uma posição em que possa conversar diretamente com seus clientes, tente agendar algum tempo com sua equipe de sucesso. Essas são as pessoas que têm conversas consistentes com seu público e podem dizer exatamente que pontos de dor eles estão procurando resolver. Em seguida, você pode criar campanhas de redes sociais personalizadas para esses desafios específicos.

4. Aprendizado com pessoas inovadoras

Fazer sua pesquisa sobre como os executivos de marketing (incluindo os seus!) pensam e operam é essencial. Leia entrevistas com os diretores de marketing das melhores marcas do setor e preste atenção às iniciativas enfatizadas em um nível mais amplo em sua empresa.

As estratégias e as mensagens definidas em alto nível sempre afetam quais ordens são departamentais — se não agora, no próximo trimestre. Entenda visões ousadas e inovadoras, e você poderá criar e executar campanhas criativas que atinjam as metas de negócios da sua organização.

5. Aprenda com pessoas que não são profissionais

Algumas das melhores ideias criativas que você encontrará para campanhas de redes sociais vêm de empresas externas.

Aqui estão algumas de nossas citações favoritas de pensadores que se concentram em expandir a criatividade e o autoaperfeiçoamento. Recomendamos a leitura desses livros quando você estiver sem ideias.

  • "É uma regra de vida simples e generosa que diz que em qualquer coisa que você pratique, você se aperfeiçoará." — Elizabeth Gilbert, Grande Magia — Vida Criativa Sem Medo
  • "Sempre que você não souber o que fazer na sequência, pergunte-se: 'O que faria uma história melhor?'" — Austin Kleon, Roube Como Um Artista — 10 Dicas Sobre Criatividade
  • "Campeões não fazem coisas extraordinárias. Eles fazem coisas comuns, mas fazem sem pensar, rápido demais para dar tempo de a outra equipe reagir. Eles seguem os hábitos que aprenderam." — Charles Duhigg, O Poder do Hábito

6. Dê uma chance

Ser capaz de girar rapidamente de acordo com as descobertas dos dados é importante. Ninguém acredita nisso mais do que nós.

Mas abandonar uma campanha, ou um ângulo de mensagens, ou uma abordagem visual porque os dados não correspondem aos seus objetivos ambiciosos na primeira semana ou mês não é o caminho certo, pois não dá à sua mensagem tempo suficiente para saturar o mercado, se isso for saturar o mercado.

Ao girar muito rápido, você corre o risco de diluir a história e o reconhecimento da marca com muitas mensagens diferentes em um período de tempo muito curto. Isso confunde o seu público e, por fim, dá uma vantagem aos seus concorrentes.

Recomendamos que você não faça nenhuma campanha com menos de três meses e divida seu plano de campanha em várias fases. No final de cada fase, deve haver um ponto de parada no qual você avalia formalmente os dados e cria um plano de ação para modificar o seu plano de acordo.

7. Encare o clima de frente

Tanto o Cadillac quanto o AirBnB fizeram um excelente trabalho ao abordar o clima político desunido de 2017 de uma maneira que:

  1. Enfrenta o clima de frente
  2. Reforça a mensagem da marca

Esse é um equilíbrio difícil de encontrar, pois ao abordar temas políticos, as marcas geralmente sofrem reações adversas. Não é uma boa estratégia para todas as marcas. Antes de montar uma campanha em torno disso, faça quatro coisas:

  1. Realize uma análise do público para entender se o seu público será positivo, neutro ou negativo em relação a conteúdos dessa natureza
  2. Lembre-se de manter o foco na conexão emocional geral e afastar-se de tópicos ou personalidades políticas específicas
  3. Pese o risco de feedback negativo versus um grande aumento da conscientização
  4. Considere seus recursos. Não vale a pena fazer isso, a menos que você possa fazê-lo bem (e, de preferência, com vídeo)

Se você estiver interessado em ser político nas redes sociais, confira nosso estudo de dados recente sobre o impacto de uma postura social. Abaixo estão as principais conclusões:

  • As pessoas querem que as marcas se posicionem sobre questões importantes, e as redes sociais é o lugar para isso.
  • As marcas não podem mudar ideias, mas podem afetar a mudança
  • As marcas enfrentam mais recompensa que risco

8. Traga a música

A Wikipédia define o Efeito Mozart como:

"Um conjunto de resultados de pesquisa indicando que ouvir música de Mozart pode induzir uma melhoria de curto prazo no desempenho de certos tipos de tarefas mentais conhecidas como "raciocínio espaço-temporal".

Portanto, tente ouvir música enquanto trabalha em suas campanhas sociais! Use o Spotify para criar uma lista de reprodução que acompanha sua campanha e incentive os seguidores a compartilhar a lista nas redes sociais para concorrerem a prêmios.

9. Colabore de perto com o conteúdo

Suas equipes sociais e de conteúdo trabalham juntas o suficiente, ou vocês seguem trilhas paralelas que raramente se cruzam? Se o último for verdadeiro, vocês estão perdendo algo.

Quando sua equipe de conteúdo é informada regularmente sobre o desempenho (ou não) das redes sociais, elas podem criar um conteúdo melhor para sua equipe social. Quando sua equipe social é atualizada regularmente sobre qual conteúdo exige promoção para se adequar às mensagens da marca, ofertas de produtos e iniciativas de marketing maiores, elas podem ser mais estratégicas sobre a maneira como publicam. A mágica pode realmente acontecer neste cruzamento.

10. Colabore de perto com o e-mail

Depois de ter um tema claro de campanha e uma mensagem para a qual toda a equipe de marketing está sendo direcionada, sua equipe de marketing por e-mail começa a planejar envios. Certifique-se de estar alinhado com esses envios para descobrir como apoiar melhor a campanha maior por meio da promoção de visitas na web e downloads de conteúdo.

Se não estiver envolvido nessas reuniões agora, você precisa fazer pressão para estar. Oportunidades de colaboração antes inexploradas podem fazer com que grandes ideias aconteçam.

11. Faça das conversões um foco

O que você faz nas redes sociais desempenha um papel em todos os pontos da jornada do comprador — desde a conscientização até a decisão. Aproprie-se desse poder este ano e preencha a lacuna entre consciência e decisão.

O compartilhamento de conteúdo e o rastreamento de conversões são úteis para alavancar os sinais de compartilhamento social público e privado de clientes existentes e potenciais reais para fornecer as informações necessárias para aumentar o tráfego, leads e receita produzindo e distribuindo conteúdo que impulsiona a conversão. Isso permite que você:

  • Otimize sua produção de conteúdo com base no que os consumidores sinalizam organicamente como o que é mais atrativo, por meio do entendimento completo da forma como os consumidores compartilham seu conteúdo em particular (dark social), levando à conversão e a quais outros tópicos relevantes o seu público-alvo mais fala.
  • Otimize sua distribuição de conteúdo por meio de canais sociais para obter um impacto completo do funil, desde impressões até interações, visitas e conversões, com base no desempenho do conteúdo por meio de posts publicados pelos canais sociais da sua marca.
  • Aprenda com as estratégias de conteúdo dos concorrentes analisando como o público interage com o conteúdo da marca concorrente nas redes sociais, para que você possa segmentar esses públicos com mensagens relevantes e ofertas atrativas.

Analisar quais campanhas têm um impacto tangível nos seus resultados pode ajudar a descobrir campanhas que irão gerar resultados surpreendentes.

12. Execute uma análise competitiva

A análise competitiva regular ajuda a criar referências para sua própria marca. Por exemplo:

  • Qual é a interação média por dia para a marca que você vê como sua concorrência?
  • Com que frequência a hashtag do concorrente é usada em uma semana?
  • Como é uma campanha de sucesso para o seu principal concorrente, em termos de interação, crescimento de seguidores e nível de conexão (ou seja, comentários e conversas versus uma simples Curtida)?

Lembre-se de que as marcas com as quais você se compara não precisam necessariamente competir por dólares no banco ou mesmo dentro do seu setor: elas podem estar na concorrência de uma determinada associação visual ou vocal de marca que você está tentando promover no seu público-alvo.

Seu público-alvo tem apenas algumas horas no dia para interagir com as marcas em seus feeds sociais; você deve garantir que sua marca esteja na frente e no centro e, se não estiver, entenda o porquê.

Se este é um novo conceito para você, consulte nosso guia sobre como Executar uma análise competitiva nas redes sociais!

13. Experiência com conteúdo efêmero

Estou falando do Snapchat e do Instagram Stories aqui, pessoal. Essas plataformas oferecem liberdade criativa como marca e a chance de incorporá-la com personalidade aos olhos do público, aumentando o advocacy e as conversões de marca.

Invista tempo e recursos no Instagram Stories (que podem ser ótimos pontos de conversão do Instagram), Snapchat e/ou Facebook Live. Faça sua pesquisa sobre marcas que incorporam essas plataformas em suas campanhas e você encontrará inspiração.

14. Identifique seus influenciadores

Todos nós temos um círculo de influência, mas podemos ser influentes apenas sobre determinados tópicos. O mesmo se aplica às mídias sociais, e identificar as pessoas que têm estima em áreas específicas pode ser uma tarefa desafiadora. A influência se resume a três fatores principais:

  1. Alcance
  2. Ressonância
  3. Relevância

O lugar mais rápido para se começar é observando as pessoas influentes que já estão interagindo com seu conteúdo e falando sobre sua marca.

Saia do escritório

Temos em nossa equipe de marketing um mantra de que "a resposta não está no escritório".

Esse mantra nos leva a validar suposições ouvindo humanos de verdade. Esse é um bom conselho para quem procura identificar influenciadores nas redes sociais.

Não procure apenas as pessoas que marcam sua marca em todas os posts e que já interagem com todo o seu conteúdo (embora, como mencionei acima, você também encontre oportunidades válidas). Procure pessoas que estão gerando valor em conversas relevantes para a sua marca, mas não necessariamente interagindo com ela.

Pesquise tópicos e categorias

Com o Listening do Sprout Social, descubra as pessoas mais influentes e engajadas que discutem qualquer tópico de sua escolha.

15. Coloque o conteúdo gerado pelo usuário no centro da criatividade

Recentemente, a British Airways fez isso com entusiasmo. Sua campanha #Unforgettable, criada pela Ogilvy & Mather, recrutou pai e filho depois que eles escreveram um comentário agradecendo à British Airways por sua viagem a Nova York.

A peça central da campanha foi um vídeo, complementado por uma competição nas redes sociais, que convidava as pessoas a compartilharem seus momentos inesquecíveis de férias, atraindo genialmente o conteúdo criado pelo usuário de uma peça de conteúdo com suas raízes no conteúdo criado pelo usuário.

16. Equipe

Você consegue pensar em alguma marca que seria uma boa parceira durante sua próxima campanha de redes sociais? Devem ser marcas que:

  1. Sobreponham-se à sua marca quando se trata do público-alvo
  2. Não se sobreponham à sua marca quando se trata de ofertas de produtos

O comarketing é uma ótima maneira de expandir sua conscientização entre pessoas que provavelmente compram seu produto.

17. Pense em Retenção vs. Aquisição

Esses devem ser dois rastreamentos diferentes na sua estratégia de marketing de redes sociais.

Por um lado, você está tentando manter e interagir com os clientes que já tem. Por outro, você obviamente deseja adquirir mais clientes, o que pode ser traduzido como "retorno sobre o investimento", com sua estratégia social. Alguns conteúdos podem atrair clientes e não clientes, mas você também deve criar estratégias exclusivas para segmentar cada uma dessas categorias.

No seu calendário de conteúdo, verifique se você deve ter posts e minicampanhas dedicadas a cada uma dessas categorias.

18. Inspire-se nas redes sociais e feche a venda na loja

Isso se aplica caso sua marca seja direcionada a jovens, tenha presença física, uma loja pop-up e/ou esteja patrocinando um estande em uma conferência.

Um estudo recente da Accenture examina as atitudes e expectativas de consumidores da geração Z, de 18 a 20 anos — aqueles que já têm poder de compra — no caminho da compra e os compara à geração do milênio. O estudo é baseado em uma pesquisa com quase 10.000 consumidores em 13 países, incluindo 750 consumidores nos EUA.

Embora a geração Z seja um grupo bastante "nativo digital", 77% ainda preferem comprar na loja. Além disso, 44% vão a uma loja para obter mais informações antes de fazer uma compra on-line.

19. Pense grande, aprofunde-se

Para campanhas de conscientização, sua estratégia social não precisa ser tão focada no valor e na marca como você pensa. Depois de saber quem é seu público nas redes sociais, você pode criar campanhas que apelem para outros aspectos de suas vidas e perspectivas.

Por exemplo, você pode ser uma rede de hotéis muito focada em viajantes de orçamento médio entre 21 e 30 anos. Você pode criar uma campanha inteira em torno de orçamento para viagens. A coisa mais importante a ser lembrada aqui é que você precisa fornecer um valor totalmente não relacionado ao fechamento de um negócio: esta é uma campanha de geração de engajamento para levar as pessoas mais adiante no caminho da compra, e não fazer com que elas façam a reserva imediatamente.

Com uma campanha dessa natureza, se as pessoas sentirem que estão sendo flagrantemente aliciadas para comprar algo, elas desconfiarão automaticamente do conteúdo que você está exibindo.

20. Compreenda melhor o comportamento social

Estão sendo divulgados inúmeros estudos e estatísticas sobre como as mídias sociais afetam o cérebro humano e como diferentes demografias se envolvem nas redes sociais. Leia-os! Esses estudos fornecem informações sobre como as pessoas interagem com as redes sociais em geral e, finalmente, com a sua marca.

21. Use a SEO para informar temas

É muito provável que as palavras e os termos que você deseja classificar como marca no Google são os mesmos aos quais você deseja se associar nas redes sociais. Entre em contato com seu amigo de SEO em sua organização para descobrir em quais palavras e termos você está focado e inseri-los em suas campanhas de rede social. Isso é especialmente importante, pois agora os tuítes estão incluídos nos resultados de pesquisa do Google para determinadas palavras e termos.

22. Organize eventos

E crie conteúdo de acompanhamento para aproveitar ao máximo seus esforços lá. Esse conteúdo de acompanhamento deve direcionar as pessoas para seu blog e/ou site.

23. Mantenha-se relevante para sua marca

Não use hashtag #Oscars2019 se você é uma empresa de análise B2B. Com um evento que cria burburinho, mas não é relevante para o que você vende, não será possível obter nenhuma recompensa tangível para o seu negócio.

24. Entenda como o conteúdo é compartilhado

A jornada do cliente é seu novo funil de marketing. O trabalho do profissional de marketing de redes sociais é levar as pessoas pela jornada do cliente por meio do compartilhamento de rede social: da conscientização à consideração, à compra e aos estágios de lealdade e defesa. Saiba como seu conteúdo está sendo compartilhado nesta jornada e em todos os seus canais sociais ativos.

25. Cuide-se

Esta não é uma dica para deixar você super forte. Pratique exercícios porque:

  • Estimulam o crescimento do cérebro e aumentam os hormônios construtores do cérebro;
  • Melhoram a função executora do cérebro;
  • Combatem depressão, ansiedade, ataques de pânico e fobias sociais.

Se você estiver sentado em sua mesa, em uma verdadeira rotina criativa, faça uma caminhada, uma corrida ou uma aula de ioga. Mexa-se. Depois, continue pensando nas dicas que lhe demos e crie sua melhor Campanha. Sempre.

Conclusion

Às vezes, a criatividade pode ser escassa, mas existem recursos que os profissionais de marketing podem usar para manter uma visão criativa de suas estratégias de marketing social.

Neste guia, fornecemos recursos de brainstorming para guiar sua estratégia social em uma direção mais criativa. Quando se depara com um obstáculo criativo, você pode participar de webinars, participar de fóruns, assinar boletins informativos e usar soluções de analítica social para determinar os interesses do público e os posts com melhor desempenho. Esse insight guiará seu processo criativo.

Ao desenvolver sua estratégia social, utilize seus influenciadores para criar conteúdo exclusivo para sua marca e aumentar o conhecimento da marca. Ouça o seu público-alvo para participar de conversas relevantes que já estão acontecendo nas redes sociais e para orientar sua futura estratégia social. Compare seus esforços com os de seus concorrentes, acompanhe o desempenho do seu conteúdo nas redes sociais e ajuste-o para se alinhar com o usuário em todas as etapas do funil de vendas.

Analise seus esforços determinando suas métricas de sucesso e use soluções de analítica social para obter informações sobre a eficácia de suas campanhas sociais. Os dados guiarão suas estratégias futuras à medida que você entra no seu próximo ciclo criativo e lança sua próxima campanha social.

Procurando uma ferramenta de redes sociais para ajudá-lo a planejar, executar e analisar todas as suas campanhas sociais? Comece o seu próprio teste gratuito do Sprout hoje e comece a planejar.